ameciclo

Projeto recebe doações de bikes para comunidades carentes do Recife

Comprar uma bicicleta pode já ser um problema para o seu bolso, mas para muitas pessoas espalhadas por esse Brasil o valor de uma boa magrela é impraticável. Pensando na dificuldade das classes sociais menos favorecidas economicamente, a Associação Metropolitana de Ciclistas do Grande Recife iniciou uma campanha de doação de bikes e peças para as comunidades mais carentes da metrópole pernambucana.

Intitulado de “AmeReciclo – Bota Pra Rodar”, o projeto começou em fevereiro de 2016 e se estenderá até o final do ano fazendo aproximações com comunidades a fim de conscientizar a população sobre os benefícios do ciclismo como alternativa de transporte na cidade, além de oficinas de conserto e personalização de bicicletas.

[xtopic title=”Leia também” layout=”1″ alignment=”” count=”1″ condition=”” order=”” cats=”” tags=”” featured=”” ids=”2253″]

Uma das ações começou no dia 21 de maio em Caranguejo Tabaiares, no bairro da Ilha do Retiro, na zona oeste do Recife. A blitz, chamada de “Meu Chinelo Não É Freio”, teve como objetivo a reposição de peças como freios e adesivos de sinalização nas bikes de quem participou. Na etapa final do projeto, todas as magrelas recebidas e consertadas serão usadas de maneira em comum pelas comunidades contempladas.

Mora em Recife ou região e tem uma bike (ou peças) para doar para quem pode fazer melhor proveito? Então entre em contato com a Ameciclo.

Foto: Reprodução / Ameciclo